O Simbolismo milenar que nos lembra uma lição importante. “Shivoham” significa “eu sou Shiva”. Shiva é a consciência onipresente pura e ilimitada (o eu transcendental, o Absoluto). Alguns neurocientistas acreditam que 95% das nossas decisões e atividades acontecem de forma inconsciente. Muitos pensamentos e reações humanas são instintivos e imediatos, originários dos dias em que não ficamos atolados em faculdades superiores como a matemática e o raciocínio.

A praticar do “SHIVOHAM” pode ser como um mantra repetido alto, ou em silêncio mentalmente. Podemos usa lo apenas como conceito, trazendo ao seu conhecimento a profundidade por trás desta simples palavra sem repetição (isso já acontece apenas lendo este texto). Você pode simplesmente ler e deixar a palavra vibrar de forma inconsciente, sem intelecto.

O Conceito por trás do “SHIVOHAM” vai além das palavras. Ele é abstrato, mas a direção de seu significado é muito clara. “Shiva” aqui significa inocente, feliz, esplêndido, dourado, lindo. “Shivoham” – significa eu sou Shiva. Esplêndido, rico em possibilidades. É um mantra que nos lembra que não apenas pertencemos ao todo, como somos o “todo”. Apesar de parecer para alguns sem nexo, a vibração do “Shivoham” atinge nosso inconsciente e nos trás uma forma de conhecimento sutil, diferente do que estamos acostumados no ocidente, sem uma frase que posso memorizar, ou equação de lógica. Um conhecimento sem forma.

Repetir o mantra de “Shivoham, Shivoham”, cria uma vibração poderosa e positiva que pode trazer uma transformação. Independente da forma utilizada, inúmeros efeitos podem ser sentidos.

Algumas sensações com esse poderoso gesto podem ser por uma lembrança, vibração ou palavra. Você pode experimentar um estado de desapego e a sensação de estar livre pois “você é o todo”. O universo esta dentro de nós e também fazemos parte dele. Tudo esta funcionando no seu estado íntimo e natural de organização e função. Esta é a felicidade suprema de ver a natureza mutável do mundo e fluir através dele. Quando repetimos Shivoham, estamos dizendo “eu sou eterno”. Eu sou puro. Eu sou inteligente. Eu sou livre, sou consciência ilimitada. Relembrando o poder dentro de cada um de nós e construindo coragem de aproveitar sua existência para construir o caminho que você pretende. Se você é shiva, um deus, um universo, uma consciência, é também um estado de infinitas possibilidades. Quais destas possibilidades irão manifestar, esta sob seu alcance. Talvez não apenas tomando consciência que elas estão, mas vibrando no sentindo que deseja caminhar.

Tais mantras sânscritos antigos foram dados para que possamos experimentar nossa verdadeira natureza, eles criam uma vibração em nosso corpo, mente, consciência e ambiente que eleva nossos pensamentos e, assim, afiando nossa experiência nesta vida.

Os processos inconscientes são inteligentes e adaptáveis em todo o mundo dos vivos, e as evidências de pesquisas psicológicas que surgiram com a ciência, confirmaram que esse princípio se estende também aos humanos. Na natureza, a “mente inconsciente” é a regra, não a exceção.

Em um famoso Hino a shiva, atribuído ao guru Adi Shankara que aborda este conhecimento, descreve a percepção de si mesmo por uma pessoa que ultrapassou a dualidade e se identificou ao Absoluto (Brahman): (aqui vai uma parte dele)

Eu não sou a mente, o intelecto, o pensamento, o ego ou alguma forma do ser supremo; Eu não tenho ouvidos, nem língua e nem nariz (narinas) nem olhos; Eu não sou o céu, a terra, a luz ou o vento; Eu sou o ser supremo afortunado, alegre, que é o próprio emblema da verdade, conhecimento e felicidade eterna. Eu sou consciência e felicidade. Eu sou Shiva, eu sou Shiva.

Não tenho medo da morte nem tenho distinções de casta; Eu não tenho pai nem mãe porque nunca nasci; Eu não tenho familiares nem amigos; Eu não tenho gurus e nem sou discípulo; Eu sou o ser supremo afortunado, alegre, que é o próprio emblema da verdade, conhecimento e felicidade eterna.Eu sou consciência e felicidade. Eu sou Shiva, eu sou Shiva

Estou livre de pensamentos e além da imaginação, pois não tenho forma; Eu sou todo penetrante e existe em toda parte; Eu sou o rei de todos os órgãos dos sentidos; Eu sou sempre imparcial para tudo e todos; Estou livre de tudo e não tenho apego a nada; Eu sou o ser supremo afortunado, alegre, que é o próprio emblema da verdade, conhecimento e felicidade eterna.
Eu sou consciência e felicidade. Eu sou Shiva, eu sou Shiva.

Boa meditação