LABIOS PRA QUÊ?

Olhe por um instante a foto do rosto de uma mulher linda. Posso perguntar muitas coisas sobre essa foto que não estará muito claro na memória, mas certamente a imagem dos lábios fica. Após os olhos e o olhar – que se diz a porta da alma – a próxima região mais notada em uma face desconhecida são os lábios. Lábios carnudos com uma borda acentuada são frequentemente associados com a beleza e juventude. Um dos efeitos do envelhecimento humano é a atrofia da gordura facial, incluindo os lábios, que tornam se mais escondidos, finos e vazios. Os povos indígenas em todo o mundo introduziram vários materiais para dentro e através dos lábios superior e inferior de ambos os sexos para realçar a beleza, poder e respeito. O tamanho ideal percebido de lábios tem variado ao longo do tempo e em diferentes culturas obviamente. Mas como podemos melhora-los?

Podemos colocar volume em lábios finos, ajustar a forma de lábios muito longos, e alongar ou dar o efeito visual de lábios mais longos quando muito curtos. Ainda podemos melhorar o contorno, dando uma melhor nitidez das bordas, e para lábios envelhecidos ou mais vazios, podemos preencher para deixa-los mais túrgidos e hidratados.

Para aqueles que qualquer produto colocado no rosto é Botox, é importante lembrar que o Botox age na musculatura evitando a contração muscular, já o preenchimento age com volume, como um gel que colocamos e modelamos para dar forma.

Os lábios são compostos basicamente de pele, gordura e músculo, e tem inúmeras funções, uma delas é fazer a mímica da face. Assim um lábio caído sugere uma pessoa triste ou brava, mesmo que ela não esteja. Nesses casos o preenchimento pode ajudar a sustentar a região lateral dos lábios e melhorar a mensagem da mímica que é passada no contato visual.   Podemos colocar esse “gel” em qualquer uma dessas camadas, mas geralmente colocamos logo abaixo da pele. Para aqueles lábios que necessitam de maior volume, podemos até injetar o produto entre a musculatura.

Desde 1900, médicos tentam preencher os lábios com algum material. Atualmente temos inúmeras formas e substâncias para dar volume a região. Podem ser absorvíveis, que duram um período e o corpo reabsorve, ou permanente, que não saem nunca mais. As absorvíveis são mais seguras no sentido de permitir mudanças, e qualquer irritação, em breve não estarão mais presente.

O ácido hialurônico é um bom exemplo das absorvíveis e duram de 6 meses até 18 meses variando de acordo com o tamanho das moléculas. É uma substancia que naturalmente existe na pele, encontra se entre as células e basicamente atraem moléculas de água deixando a região mais hidratada e com maior volume. Existem vários tipos de ácido Hialurônico, principalmente quanto ao tamanho das partículas. Quanto menor a partícula, mais fino e maleável o produto, sendo indicado para regiões mais detalhadas, e acabamentos, como se fosse um “pincel” de alta precisão, para lábios e olheiras e quanto mais pesado ou maior as moléculas, são melhores para dar volume a regiões mais grosseiras, como queixo, e mandíbula.  A chave para um bom resultado é jamais perder a naturalidade!