Cinco práticas para ajudar sua concentração e melhor rendimento no trabalho

Nada além de um bom treino da nossa mente.  Primeiro brevemente vamos entender que a essência da nossa atenção é ser dispersa, ou seja, na evolução nossa mente foi criada para trocarmos a atenção de foco a cada instante, isso permitiu a sobrevivência em um ambiente hostil ou com possíveis predadores, observando cada informação nova e não aprofundar em nenhuma delas.

Com isso, conseguimos superar nossos perigos, vitória nossa! Hoje o cenário é diferente.  Temos segurança em muitos locais para concentrar, embora nossa cabeça ainda não saiba e age como no passado.  Se quiser analisar uma flor, seu cérebro certamente vai interpretar “isso é uma flor”, a área da memória “avisa” o córtex visual, sinalizando o objeto já é conhecido e a mente busca qual o próximo objeto onde deve se ater.

Essa é uma análise natural, rápida e eficaz. Imagine se cada objeto tomasse um tempo de analise profunda “ Essa é uma flor, com 6 petálas, provável consistência áspera, cores misturadas em um degrade, cheiro doce, pétalas desiguais, e desordenadas…. enfim, lá se foi um grande tempo e muitas outras informações deixaram de ser analisadas. Fora o gasto calórico nisso.

Estamos treinados ao superficialismo.  Para quebrar esse costume é necessário treino. Com treino conseguimos uma nova percepção sensorial, análise mais abrangente, controle da ansiedade, um foco mais exclusivo para cada tarefa, seja ela jogar futebol, tocar piano, estudar, ou fechar um acordo, o resultado será também mais preciso. Em outras palavras, mudaremos o funcionamento instintivo da nossa mente, para melhor aproveitamento dela.  Alguns exercícios simples e rápidos que podem ajudar a nossa cabeça a trabalhar de forma mais focada e presente.

1) AO ACORDAR

Sente 2 minutos, faça uma breve leitura de como esta, como se sente e como esta seu corpo? Traga  um senso de presença e não automatismo para sua rotina matinal. Deixe um certo automatismo e coloque se na posição de bom observador. Você esta cansado? Relaxado? Apreensivo? Sem respostas objetivas talvez e muito menos sem soluções ou não queria mudar, só observe. Esse é o melhor começo da sua presença na sua vida. Lembre se das suas missões e objetivos. Pronto. Seu dia pode começar.

2) RESPIRE 

O simples exercício de contar o tempo de inspiração e expiração. Primeiro apenas conte. Depois tente igualar o tempo que o ar leva pra sair dos pulmões e o tempo que leva a entrar. (6 segundos por exemplo), tente manter a respiração o mais fluída possível, sem grandes barulhos ou quem esteja ao seu lado não perceba quando começou mais uma inspiração. Próxima etapa é tentar aumentar esse tempo. Com esse simples exercício  de 15 a 20 minutos, nossos comandos cerebrais saem do automatismo, e mudam de frequência respiratória, além da sua concentração e introspecção.

3) 5  MINUTOS: UM RITUAL MÓVEL

Algum ritual que para você tenha um significado, que possa levar em qualquer lugar e que automaticamente conduza nossa cabeça para uma breve introspecção.  Desde um snack, até tomar um café, fazer uma breve caminhada ou ouvir uma determinada música. Encare que nesse ritual é hora de viajar no seu mundo interior. Respire fundo, traga mais uma vez a presença livre do automatismo e longe de todos problemas mundanos externos.

4) PENSE

Nos estamos sempre nos importante com “o que esta acontecendo” Ou o que vai acontecer ? “ e não no que “esta acontecendo aqui neste lugar  e agora” Isso faz uma grande diferença.

5)  UM GRANDE EXERCÍCIO

Quem é você? E quem você deseja ser? Suas atividades são verdadeiras e de acordo com seus valores? Estar alinhado com quem você e estar em harmonia também é importante e impacta na sua habilidade de concentração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *